RodrygoFerraz.com.br
Início » , » Em Alagoas justiça manda PM para prisão e solta maior traficante do estado

Em Alagoas justiça manda PM para prisão e solta maior traficante do estado

Publicado por Rodrygo Ferraz em segunda-feira, 21 de julho de 2014


Uma notícia vem repercutindo de forma negativa no Estado de Alagoas e tem sido compartilhada por diversas pessoas indignadas nas redes sociais.

Na manhã desta terça-feira (15), o cabo da Polícia Militar Willams Leite, foi transferido da sede do 3º Batalhão, em Arapiraca para o presídio Baldomero Cavalcante, em Maceió. A decisão foi do juiz de Execuções Penais, José Braga Neto, o mesmo juiz que concedeu liberdade provisória ao maior traficante de drogas do estado de Alagoas. Ivanildo Nascimento Silva, mais conhecido como ‘Aranha’, que ganhou a liberdade nesta segunda-feira (14). Ele também é acusado em dez homicídios, entre eles um policial militar. Após ser condenado há 11 anos, Aranha ganhou liberdade.

Enquanto isso, o policial militar, que foi autuado em flagrante, mas o mesmo se apresentou espontaneamente a justiça, encontra se preso e teve negado por várias vezes um habeas corpus para que respondesse pelo crime, em liberdade.

O cabo foi indiciado e acusado de efetuar um tiro que matou o estudante Igor Fernando do Nascimento, de 22 anos, o caso aconteceu na noite de 11 de julho, em Teotônio Vilela. O disparo segundo o depoimento do militar na delegacia de São Miguel dos Campos foi realizado após o jovem passar pela viatura em serviço e empinar sua motocicleta, não satisfeito retornou e passou empinando a motocicleta ao lado da viatura, efetuando em sua motocicleta um barulho similar a um disparo de arma de fogo; Foi neste momento que o cabo, sacou a arma e atirou, o disparo acabou acertando a cabeça do estudante.

O militar que possui mais de 20 anos na polícia sem nenhum histórico de violência ou qualquer tipo de indisciplina era bastante atuante e reconhecido pelo próprio batalhão como um bom militar que combatia o crime na cidade de Teotônio Vilela.

Familiares e amigos do militar usaram as redes sociais para criticar a decisão tomada pela justiça alagoana, companheiros de farda ameaçaram até parar as atividades em repúdio a decisão. O cabo foi conduzido para Maceió, realizou o exame de corpo delito e foi conduzido ao Baldomero.

Fonte: Portal 7 Segundos
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade


As mais acessadas