RodrygoFerraz.com.br
Início » » Revista IstoÉ chama Jaques Wagner de “aliado trapalhão” de Dilma

Revista IstoÉ chama Jaques Wagner de “aliado trapalhão” de Dilma

Publicado por Rodrygo Ferraz em domingo, 3 de agosto de 2014

Edição desta semana da revista IstoÉ traz matéria que coloca o governador Jaques Wagner como responsável por possível vitória da oposição na Bahia na disputa pela Presidência da República pela primeira vez desde 1988 e joga nas costas do governador ainda o baixo desempenho do desconhecido Rui Costa, candidato do PT à sua sucessão, que tem apenas 8% das intenções de voto, segundo as pesquisas. Leia abaixo a publicação.
Aliado trapalhão
Em 2010, o governador Jaques Wagner (PT) foi o grande responsável pela vitória da presidenta Dilma Rousseff na Bahia, o quarto maior colégio eleitoral do País, com uma diferença de 2,8 milhões de votos sobre a oposição. Quatro anos depois, o cenário é o oposto. Amargando um crescente desgaste de sua imagem, devido a sucessivos equívocos administrativos, Wagner é uma das razões para a perda de prestígio do PT em território baiano. Como consequência da deterioração do prestígio do petista perante a população baiana, Dilma desaba nas pesquisas de intenção de voto no Estado, que conta com 417 municípios e cerca de dez milhões de eleitores. Segundo as mais recentes pesquisas, embora Dilma ainda ocupe a liderança, suas intenções de voto no Estado caíram de 63%, em fevereiro para 48%, em julho.
Em baixa, Wagner também não consegue nem sequer transferir votos para o seu sucessor, e ex-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), que figura nas pesquisas com apenas 8%. Em contrapartida, o maior adversário de Costa no pleito deste ano, o ex-governador Paulo Souto (DEM), aparece em primeiro com 42%. A chapa costurada por Aécio Neves, candidato do PSDB ao Planalto, é considerada praticamente imbatível por reunir no mesmo palanque ex-inimigos históricos no Estado, mas grandes puxadores de voto, como o próprio Paulo Souto, o ex-deputado Geddel Vieira Lima (PMDB), aspirante ao Senado, e o ex-deputado Joacy Góes, ex-diretor do jornal "Tribuna da Bahia", candidato a vice-governador pelo PSDB. A chapa tem conta com o apoio do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), um dos dois prefeitos mais bem avaliados do País.
O processo da perda da popularidade do governador da Bahia remonta a 2012, quando o petista adotou uma postura atrapalhada durante negociação com os policiais militares do Estado, que cruzaram os braços por 12 dias pedindo o reajuste salarial e melhorias de trabalho, duas das principais promessas de sua campanha à reeleição. Como efeito da falta de traquejo de Jaques Wagner na hora de negociar com os grevistas, a Bahia experimentou uma escalada da violência jamais vista no Estado e passou a ostentar um recorde negativo: ficou entre os sete Estados brasileiros que apresentaram crescimento explosivo no número de homicídios, entre 2002 e 2012, de acordo com o Mapa da Violência 2014. Ainda em 2012, o governador ainda teve de enfrentar a paralisação, por 115 dias, dos professores estaduais por um reajuste de 22,22% nos salários, outra promessa de campanha não honrada por ele. A greve deixou 1,5 milhão de alunos sem aula e o setor da Educação se transformou numa outra vidraça da gestão petista.
Outros compromissos alardeados com pompa por Wagner durante a campanha também não passaram de palavras ao vento e contribuíram para o desgaste de sua imagem e da do PT no quarto maior colégio eleitoral do País. Foi o caso da construção da fábrica chinesa da JAC Motors, em Camaçari, que iniciaria suas operações em outubro de 2014, mas pode nem sair do papel, bem como a do Porto Sul de Ilhéus, cujas obras deverão ter início apenas em dezembro deste ano, último mês de seu mandato. "Disseram que a parceria com o governo federal revolucionaria a Bahia, mas o que se vê agora é um governo pífio", criticou o deputado federal e adversário político, Geddel Vieira Lima (PMDB). Com a performance desastrosa de Jaques Wagner na Bahia, pela primeira vez, desde 1998, a oposição nutre a expectativa de triunfar nas urnas baianas nas eleições presidenciais.
ISTO É
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade


As mais acessadas