RodrygoFerraz.com.br
Início » , » Adustina-BA: última semana da Visita Pastoral. “Quem olha a natureza reconhece os sinais de Deus”

Adustina-BA: última semana da Visita Pastoral. “Quem olha a natureza reconhece os sinais de Deus”

Publicado por Rodrygo Ferraz em sexta-feira, 1 de maio de 2015

okk
Dom Guido entre os professores do povoado Bela Vista.
O Bispo Dom Guido caminha cercado de crianças no cair da tarde desta terça-feira (28) no povoado Bela Vista, eis que vai colhendo às flores da amizade produzida pela Visita Pastoral. Já conhecido dos adustinenses o Bispo se animou em pedalar com os jovens vinte dois anos depois de andar de bicicleta. “Sempre gostei de bicicleta, mas desde que cheguei ao Brasil, há vinte anos, que não ando e como se diz a gente não esquece”.
Adustina tem uma característica marcante que tira qualquer enfado: entusiasmo. Cumpre dizer que na quinta etapa da Visita Pastoral já tendo passado por quatro cidades, os fiéis se animam em ver o pastor; o que acontece aqui é um entusiasmo acrescentado à alegria.
Agenda
A terça- feira começa com encontros nas escolas. 8h30 na Escola Municipal Maria da Anunciação Rocha e logo depois, às 9h30 o Colégio Maria Ester no bairro Guarujá, terminando a manhã com uma entrevista a Radio Abrasom. “Fiquei encantado com o momento na rádio, a equipe estava preparada, fizeram muitas perguntas e pertinentes, tive a oportunidade de conversar com os ouvintes que também me questionaram”, avaliou o Bispo.
Chega à tarde com o Terço da Divina Misericórdia, na Igreja Matriz e um momento delicado onde os filhos da misericórdia fazem oração para o Bispo e ele aproveita para apresentar o Pe. Adriano que também faz parte da equipe Pastoral. “Tudo que existe na Diocese é uma função do Bispo. Como ele não pode está em vários lugares ao mesmo tempo vai designando funções aos padres na administração da Diocese, por exemplo, temos na Cúria Pe. Roni que é o ecônomo e eu na chancelaria”, explicou o Padre.
mulher
Os encontros são a marca da Visita Pastoral.
Exatamente por essa função Pe. Adriano fica pouco tempo na Visita Pastoral no máximo dois dias. “Minha função aqui se estende a da Diocese venho ver como anda a Paróquia como estão os registros de batismos, casamento, Crisma e dizimo bem como ver de tem livro de tombo” explicou.
 Em Bela Vista também tinha um Colégio a espera da equipe da Visita Pastoral muitas crianças já aguardavam o Bispo na entrada do povoado e seguiram com ele a pé. À medida que caminhavam as pessoas iam se juntando e rezando até finalmente alcançar a escola.
yui
Celebração na Capela de São Paulo e São Pedro.
“A escola é o lugar do encontro, de novos amigos, encontramos os professores, as famílias, a nós mesmos e os diferentes. Quando entramos na escola o nosso coração se abre ao conhecimento também, por isso precisamos aprender a acolher os outros, a perdoar e a retomar sempre a amizade” disse o Bispo a uma platéia formada por muitos pequenos que cantaram com toda beleza característica da infância e também com o ruído que o acompanhou até a Capela de São Paulo e São Pedro para a celebração das 17h.
“O Bispo visita porque precisa continuar o método de Deus. Dentro de uma Diocese que é o nosso território, o Bispo representa o Papa que representa Jesus, e Ele disse que não vai perder nenhuma ovelha que o Pai lhe deixou. Vim aqui lhes dizer que não tenham medo, não vou perder a nenhum de vocês também” explicou Dom Guido.
À noite Dom Guido encontrou-se com jovens na Vila São José que fizeram uma apresentação e depois conversaram, questionaram o Bispo sobre assuntos diversos. Entre eles a comunhão no segundo casamento.
“Em primeiro lugar, precisamos acompanhar e valorizar a primeira união, e, em segundo, quando por ventura não da certo, mas essas pessoas participam da comunhão, precisamos olhar com os olhos do sacramento que é maior que a realidade humana. Temos a Pastoral Familiar que deve acompanhar os casais da segunda união que podem ajudar em muitas coisas e que de fato ajudam” explicou Dom Guido para a primeira de muitas perguntas feitas pelos jovens e também pela Comunidade.
Resumindo a conversa com os jovens ficou evidente a necessidade de retomar o curso bíblico, a pedido dos próprios jovens diante dos desafios do tempo. “Quem olha a natureza reconhece os sinais de Deus” lembrou São Paulo.
A Visita do dia 28 terminou com um jantar na Vila.
PASCOM
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade


As mais acessadas