RodrygoFerraz.com.br
Início » , » SBT denuncia quadrilha da merenda escolar em Sergipe. ASSISTA AGORA!

SBT denuncia quadrilha da merenda escolar em Sergipe. ASSISTA AGORA!

Publicado por Rodrygo Ferraz em segunda-feira, 8 de junho de 2015

Uma reportagem que parou Sergipe.

Não se tem conhecimento, pelo menos em tempos recentes, de nenhum outro programa de televisão que tenha parado o Estado na já parada madrugada de qualquer dia da semana, especialmente numa segunda-feira, dia de homenagem à preguiça.

A madrugada desta segunda, 1º de junho, passa para a História de Sergipe como a da exposição pública de uma quadrilha que não tem vergonha de roubar os pobres, e não apenas dinheiro dos cofres públicos.

O jornalista Roberto Cabrini, um dos melhores repórteres investigativos da TV no mundo, comandou quatro meses de investigações que revelaram um esquema criminoso de empresários que se uniram a políticos para fraudar licitações da merenda escolar.

As investigações de Cabrini foram apresentadas no Conexão Repórter, do SBT.

Segundo o programa, o chefe da quadrilha atende pelo nome de EVERALDO DA SILVA GAMA, dono da Gama Distribuidora. Organizada, a quadrilha, ainda segundo Cabrini, tem até coordenador dos que eram chamados para fingir participação em licitações em troca de polpuda comissão: JOSÉ VALDEMIR DOS SANTOS, proprietário da Jamac.

Quem participava de licitações para "perder", levava de 5 a 10% do bolo. A corrupção chegava a superfaturar os preços em 200%.

As denúncias chegaram a Cabrini através do empresário Célio França, que também é dono de empresa fornecedora de merenda escolar.

Gravações secretas do programa mostraram como os empresários combinavam licitações, ou seja, licitações com cartas marcadas, superfaturando preços, condenando à fome milhares de crianças pobres.

Célio França, sem o conhecimento dos fraudadores, participou de reuniões gravadas pelo programa, e aparece com uma prova do crime: Édson dos Santos Silva, também dono de empresa vendedora de merenda escolar, lhe entrega R$ 10 mil em espécie, depois de lhe passar um cheque de R$ 40 mil de uma conta bancária que já estava encerrada. Para denunciar o esquema, com tudo gravado com sua autorização, Célio França participou de uma licitação de mentira.

Édson dos Santos Silva é diretor da Ceasa.

São Cristóvão

Em São Cristóvão, o pregoeiro das licitações atende pelo nome de Marcos Muniz. Segundo Célio França, era ele quem apontava a vencedora da licitação na prefeitura, a empresa que apresentaria o menor preço. Célio França disse que Marcos é da confiança da prefeita Rivanda Farias.

Nossa Senhora do Socorro

No Conexão Repórter, tambem aparece a Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro.

A empresa vencedora de uma das licitações da prefeitura foi definida entre os empresários com a participação de VALDEMIR DOS SANTOS.

Nessa licitação, ficou combinado que os "perdedores" deveriam abrir os envelopes e mostrar suas propostas de mentirinha: "Vamos ver tudo antes do bolo rolar", ou seja abrir antecipadamente os envelopes para que fossem comprovadas as propostas acertadas.

No dia da licitação VALDEMIR comandou uma reunião dentro da garagem da prefeitura, onde "perdedores" abriram os envelopes para mostrar as propostas, provar que estavam cumprindo o acordo.

"Fraudes em pelo menos 30 municípios"

No final do programa, Roberto Cabrini conversa com Célio França, que diz que, "para ser bonzinho", pode dizer que as fraudes em licitações da merenda escolar existem "em pelo menos 30 municípios".
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade


As mais acessadas