RodrygoFerraz.com.br
Início » , , » Ciclista Fatimense morre após ser atropelado por carro em alta velocidade em Praia Grande/SP

Ciclista Fatimense morre após ser atropelado por carro em alta velocidade em Praia Grande/SP

Publicado por Rodrygo Ferraz em sábado, 11 de março de 2017

Thiago Alves Gomes, de 21 anos, é acusado de atropelar um ciclista e provocar a sua morte. O rapaz fugiu do local do acidente, ocorrido às 21 horas de sábado (4), em Praia Grande, e depois não foi achado em casa, onde policiais militares apreenderam o Astra que dirigia. Segundo testemunhas, o jovem transitava em alta velocidade e supostamente disputava um racha.

O autônomo José Jucival Silva, de 44 anos, CONHECIDO COMO VAL DA FINADA ZEFINHA FILHO DO FINADO BENEDITO ERA PROCEDENTE DO POVOADO MONTE NEGRO DE FÁTIMA NA BAHIA. Val pedalava a bicicleta pela Avenida Presidente Kennedy, na Vila Caiçara. Foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), ele foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Samambaia e depois removido ao Hospital Irmã Dulce, onde faleceu. A vítima residia em São Vicente.

Uma das testemunhas contou que trafegava pela Presidente Kennedy, quando viu pelo retrovisor o Astra e outro veículo “em alta velocidade e costurando”. Em seguida, ela teve o seu carro ultrapassado por esses dois automóveis, que não respeitaram o sinal vermelho no cruzamento com a Rua São José. Logo em seguida, a testemunha passou pelo Astra, que já estava parado e próximo a uma aglomeração de pessoas.

Outra pessoa relatou que o condutor do Astra parou após atingir o ciclista, mas foi embora com o carro quando chegou a ambulância do Samu. Por meio da pesquisa da placa do veículo, policiais chegaram na casa de Thiago, na própria Vila Caiçara, onde foram atendidos pelo seu pai. Este homem contou que o filho deixou o Astra na residência e saiu a pé, sem revelar o destino.

O motorista que apostaria corrida automobilística com Thiago não foi identificado. O delegado Siulen Vieira Leung requereu perícia no Astra e na bicicleta. Ele registrou o caso como homicídio culposo (decorrente de imprudência) na direção de veículo automotor e fuga de local do acidente. As penas somadas desses dois delitos do Código de Trânsito Brasileiro variam de dois anos e meio a cinco anos de detenção.

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade


As mais acessadas