RodrygoFerraz.com.br
Início » , » Sítio do Quinto-BA: sem apoio da prefeitura, Filarmônica parou as atividades

Sítio do Quinto-BA: sem apoio da prefeitura, Filarmônica parou as atividades

Publicado por Rodrygo Ferraz em quarta-feira, 26 de abril de 2017


A Banda de Fanfarra formada em Sítio do Quinto em março de 2013, composta por alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio parou suas atividades por tempo indeterminado.

Com isso, as aulas gratuitas de música para os jovens e adolescentes e os ensaios da Filarmônica deixaram de acontecer e até agora não se sabe quando a Secretaria de Educação e cultura vai realizar o que prometeu. Na verdade, a Filarmônica, uma instituição respeitada no município, que sempre esteve presente nos desfiles cívicos e outros eventos da cidade, está sem funcionar, inclusive correndo o perigo de perder os instrumentos e fardamento conquistado.

A motivação para a sua formação surgiu devido à disponibilidade de instrumentos de fanfarra do Colégio Estadual João Francisco da Silva. A direção do colégio buscou parceria com a Secretaria Municipal de educação para a contratação do Maestro. A secretaria por sua vez contratou o maestro Flávio Souza que passou a ministrar suas aulas semanalmente especificamente nos dias de terça e quintas-feiras.
No ano de 2013 a Banda já participava do primeiro evento. O desfile Cívico de 7 de setembro, algo marcante que ficou marcado na memória de muitos.
A Banda de Fanfarra continuou em 2014, até que o maestro Flávio Souza percebendo o desempenho dos alunos, propôs a Secretaria de Educação a formação da Banda Filarmônica. A sugestão foi bem aceita e abraçada pelo ex-prefeito Cleigivaldo e o ex-secretário de educação, Moisés Carvalho. Os instrumentos de sopro, bem como o fardamentos dos alunos foram adquiridos pela Prefeitura Municipal e a partir de então o Município foi agraciado com um grande patrimônio “uma filarmônica”. A banda então passou a realizar apresentações no próprio Município, nos eventos religiosos, nas aberturas de eventos da educação, nos festejos de aniversário da cidade, dentre outros.
O fato é que com a mudança de gestão, a Filarmônica está totalmente parada, esquecida e abandonada por parte do novo governo que aí está. Há exatamente 5 meses sem aulas. Os alunos já procuraram a Secretária de Educação, bem como o prefeito da cidade por diversas vezes e até o momento não tiveram nenhum retorno. E para complicar a situação, os instrumentos que ficavam com os próprios alunos para os ensaios individuais, foram recolhidos, impossibilitando o contato diário do aluno com o instrumento.
É válido ressaltar que “Revitalizar a Filarmônica” era uma das propostas do Plano de Governo do atual prefeito Jair do Correio(PSD), que quando procurado foge e se esconde para não cumprir com o seu dever. Durante abertura da Jornada Pedagógica 2017 a Secretária de Educação, Elenice Batista, expôs em uma das suas falas que estaria disposta a apoiar a continuidade das aulas da Filarmônica e que havia o interesse de expandir para novos alunos interessados em entrar na banda. 
Então as perguntas que não querem calar: Por que as aulas de música ainda não iniciaram, visto que já estamos finalizando o mês de abril? Por que os instrumentos foram recolhidos?
Senhor prefeito, o senhor vai deixar um patrimônio tão rico acabar para não contratar um maestro? 

Portal Carlino Souza

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade

As mais acessadas