Publicidade


Notícias de Última Hora

Município deve ter outra eleição porque prefeita não sabe ler nem escrever

É bastante delicada a situação da prefeita de Novo Lino, Lúcia de Vasco (PSDB), perante a Justiça Eleitoral. A gestora vem sendo acusada de não saber ler nem escrever, cujo teste sobre essa situação foi feito na última segunda-feira, no TRE/AL, perante um juiz federal, representantes do Ministério Público de Alagoas e membros do próprio órgão eleitoral. Sabe-se que o resultado do exame pericial foi um verdadeiro desastre para a candidata, que teve a ousadia de registrar seu nome no TRE, quando foi concorrer a eleição, apresentando certificado escolar e até curso de língua espanhola.  
“Não ficou nada legível quanto ao exame que a candidata Lúcia fez no TRE/AL. No nosso entendimento, ela não domina a leitura e nem a escrita; trata-se de uma analfabeta, que a partir de então passa a enfrentar uma situação bastante complicada, sobretudo para quem pensa permanecer no poder”, comentou o advogado Adriano Soares, que trabalha na ação, por meio da candidata Marcela (PSC), derrotada na eleição para Lúcia de Vasco por uma diferença de 552 votos.  
O destino do exame pericial feito com a prefeita Lúcia de Vasco agora, será o Pleno do Tribunal Regional Eleitoral, em data a ser confirmada. Entende o advogado Adriano Soares, que sem sobra de dúvidas uma nova eleição deverá acontecer em Novo Lino, visto que dificilmente a prefeita escapará dessa situação. “Ela por sinal passa a ter outro problema com a Justiça; que é a falsificação de documentos; já que a mesma apresentou certificado escolar e até curso de língua estrangeira”, disse o advogado.  Lúcia foi eleita com 53,72% dos votos válidos; e sua adversária Marcela, obteve 46,28%.   

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Município deve ter outra eleição porque prefeita não sabe ler nem escrever Município deve ter outra eleição porque prefeita não sabe ler nem escrever Reviewed by Rodrygo Ferraz on 5/24/2017 Rating: 5