Publicidade


Notícias de Última Hora

Irmão diz que PCC ameaçava comandante executado a tiros; SSP não confirma ameaças


Foto: Reprodução TV Sergipe

“Meu irmão não vai virar estatística. Enquanto eu tiver vida vou correr atrás de quem mandou matá-lo”.

Washington Oliveira, um dos irmãos do policial, disse que recebeu várias mensagens que seriam em ameaças ao capitão. “O estado de Sergipe perdeu um homem que se doava à polícia militar e ao estado. Ele dizia que combater o crime organizado era a missão dele. Já recebemos várias mensagens do PCC reclamando que meu irmão atrapalhava a entrada de drogas no estado“, afirmou.

A assessoria de comunicação da Secretária de Segurança Pública de Sergipe não confirmou a existência dessas ameaças.

O capitão Manoel Oliveira é um dos fundadores e idealizadores do Pelotão de Caatinga da PMSE que buscava a redução da criminalidade no alto e médio sertão do estado, atuando principalmente em relação aos crimes envolvendo roubos de gado, pistolagem e assaltos.

O corpo do capitão Manoel está no Instituto Médico Legal (IML) onde passa por perícia para poder ser liberado. Segundo informações da SSP o corpo será velado até as 16h30 desta quinta-feira (5) no Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) no Bairro América, em Aracaju, onde estão programadas homenagens, depois será levado a um velatório no centro da cidade. Na manhã desta sexta-feira (6) o corpo seguirá para a cidade de Porto da Folha onde será sepultado.

O prefeito da cidade de Porto da Folha decretou luto oficial de três dias na cidade.

Diligências

A Secretaria de Segurança Pública de Sergipe informou que o delegado Dernival Eloi, diretor do Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope) foi designado como responsável pelas investigações e seguiu para o local do crime com agentes do Cope.

O capitão assessor adjunto da PMSE, Alisson Cruz, ressaltou a importância da ajuda da população com informações. “É importante que todas as pessoas que tiverem alguma informação entrem em contato para que possamos definir nossas ações”, disse. As denúncias devem ser feitas pelos telefones 190, 181 ou do aplicativo Disque Denúncia. A informação será mantida no mais absoluto sigilo

A SSP disse ainda que unidades da Polícia Militar e Polícia Civil foram mobilizados para realizar os primeiros procedimentos. A equipe do Grupamento Tático Áereo também foi acionada.

O comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar da cidade de Delmiro Gouveia (AL), Anoximandro Tenório informou ao G1 que policiais de Alagoas e Bahia estão em Sergipe apoiando as buscas pelos suspeitos.

Com informações do G1

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Irmão diz que PCC ameaçava comandante executado a tiros; SSP não confirma ameaças Irmão diz que PCC ameaçava comandante executado a tiros; SSP não confirma ameaças Reviewed by Rodrygo Ferraz on 4/05/2018 Rating: 5