RodrygoFerraz.com.br
Início » » 'Roubar banco não dá dinheiro, só fama', diz um dos maiores assaltantes do País

'Roubar banco não dá dinheiro, só fama', diz um dos maiores assaltantes do País

Publicado por Rodrygo Ferraz em segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014


Rolídio Brasil de Souza Gama, o Monstro, um dos maiores assaltantes de bancos do País, está preso em um centro de detenção provisória de São Paulo. Ao lado dele, está o comparsa Cláudio Alexandre da Silva, o Charuto. Os dois são suspeitos de integrar uma quadrilha que teria roubado uma fortuna equivalente a R$ 20 milhões. Monstro e Charuto foram presos no mês passado após longa investigação da Polícia Civil e falaram com exclusividade ao Domingo Espetacular na última semana. Para Monstro, que sempre levou uma vida discreta e sem luxo, os assaltos a banco não deixam os ladrões tão ricos quanto se pensa. — Isso aí não dá dinheiro não, meu. Isso só dá fama, banco só dá fama. Entendeu? Essa vida aqui é uma vida de ilusão. Quando você acorda, você já não tem mais nada. É que nem um sono, você vai dormir, você dorme. Quando você acordar, acabou, acabou seu sono. Não tem mais seu sono, né? Segundo as investigações, Charuto era atualmente o braço direito de Monstro. Era ele quem convencia os seguranças dos bancos a facilitar a entrada dos criminosos nas agências, em troca de uma parcela do roubo igual à dos outros assaltantes. Ao contrário do "sócio", Charuto sempre fez questão de ostentar riqueza. Tinha uma atração por carros: ao todo eram seis, incluindo um Camaro amarelo ano 2012. Mesmo assim, ele disse ao Domingo Espetacular, que se arrepende dos crimes. — Não tem um dia da nossa vida que a gente não se arrepende, chefe. [Se pudesse] voltaria atrás, aos meus 21 anos, e viveria outra vida. (Rede Record)
Compartilhe este artigo :

Horóscopo

Siga-me no instagram

Visitantes onlines

Publicidade

As mais acessadas