Publicidade


Notícias de Última Hora

Adustina-BA: Pesquisa fraudulenta está sendo investigada

Segunda-feira (09/11) pessoas não identificadas realizaram pesquisas na sede do município, com a intenção de promover quem o contratou.

Na verdade há uma verdadeira farra de pesquisas. Colocam insistentemente que determinado candidato vence a eleição, mas não conhecemos a metodologia destas pesquisas.


A redação do portal Rodrygo Ferraz foi informada que tem pessoas investigando os critérios da referida pesquisa, na intenção de formar uma denuncia.

 
Critérios para a realização de uma pesquisa:

A Lei Eleitoral (Lei 9.504/97) estabelece critérios para a realização e divulgação das pesquisas de opinião pública relativas às eleições ou aos candidatos.

Entre outras regras, a lei obriga que os responsáveis pela pesquisa registrem, junto à Justiça Eleitoral, até cinco dias antes da sua divulgação, as seguintes informações:
– quem contratou a pesquisa;
– valor e origem dos recursos despendidos no trabalho;
– metodologia e período de realização da pesquisa;
– plano de amostra da população e ponderação quanto a sexo, idade, grau de instrução, nível econômico e área física de realização do trabalho, intervalo de confiança e margem de erro. 

Divulgação fraudulenta:

Atualmente, a divulgação de pesquisa eleitoral sem o prévio registro das informações exigidas sujeita os responsáveis a multa no valor de cinqüenta mil a cem mil.

A divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa.

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Adustina-BA: Pesquisa fraudulenta está sendo investigada  Adustina-BA: Pesquisa fraudulenta está sendo investigada Reviewed by Rodrygo Ferraz on 11/13/2015 Rating: 5