Publicidade


Notícias de Última Hora

Promotor Gildásio, que atuou em Paripiranga (BA) é suspenso sem remuneração após denúncia de comportamento inadequado

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) suspendeu por noventa dias, com a perda dos direitos e vantagens decorrentes do exercício do cargo, o promotor de Justiça do Estado da Bahia, Gildásio Rizério de Amorim.

A decisão foi tomada por unanimidade durante a 18ª Sessão Ordinária, realizada nesta terça-feira (26), em Brasília, após denúncia de que o promotor teria tratado de forma "desrespeitosa, grosseira e constrangedora" diversas pessoas, sobretudo mulheres, que buscaram atendimento na sede das Promotorias de Justiça da Comarca de Paripiranga, entre fevereiro de 2017 e junho de 2018.

O CNMP determinou o encaminhamento de cópia dos autos da decisão à Procuradoria-Geral de Justiça do Estado da Bahia para análise da ação de improbidade.

Bocão News

Acompanhe o Rodrygo Ferraz também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook
Promotor Gildásio, que atuou em Paripiranga (BA) é suspenso sem remuneração após denúncia de comportamento inadequado Promotor Gildásio, que atuou em Paripiranga (BA) é suspenso sem remuneração após denúncia de comportamento inadequado Reviewed by Rodygo Ferraz on 11/28/2019 Rating: 5

Nenhum comentário